Sorridents no Especial de Franquias da Folha!

Amigos empreendedores, a Sorridents Franchising está no especial de franquias da Folha de São Paulo.

Confira abaixo a matéria completa e não esqueça de nos visitar na ABF Expo 2014!

Conheça mais do nosso negócio!

Serviço:

23ª ABF Franchising Expo

Local: Expo Center Norte

Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme – São Paulo – SP

Horário de Funcionamento: De 04 a 07 de junho das 13h às 21h (sábado, das 11h30 às 18h30)

 

ABF-Folha1 ABF-Folha2

Sorridents conquista pela primeira vez Selo de Excelência em Franchising da ABF

Maior rede de clínicas odontológicas é premiada com a certificação mais importante do setor, que atesta a qualidade da rede e credibilidade no mercado de franquias.

A Sorridents, maior rede de franquias odontológicas da América Latina, recebeu pela primeira vez o Selo de Excelência em Franchising 2011, concedido pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), na categoria Saúde & Beleza. A cerimônia aconteceu em São Paulo, capital, no dia 28 de Abril, e contou com a presença da Dra Carla Renata Sarni, presidente da rede e Dr. Cleber Soares, vice-presidente da rede. Nesta edição, conquistaram a chancela 137 das 156 franqueadoras que se inscreveram.

Foram avaliados critérios como desempenho, seriedade, sucesso e idoneidade dos serviços prestados pelas redes ao longo de 2010. O Selo de Excelência em Franchising foi criado para estimular a melhora da qualidade da atuação das empresas franqueadoras e valorizar as práticas e profissionalismo no sistema de franquia.

Hoje, a Sorridents já está consolidada como a maior rede de clínicas odontológicas da América Latina, com 40 clínicas comercializadas além das 120 em funcionamento, totalizando uma operação com 160 unidades. Para 2011, projeta crescer 20% e abrir 27 clínicas. Outra expectativa da rede é tornar-se referência em odontologia até 2013, com reconhecimento pela excelência de atendimento e recomendada pela satisfação dos franqueados como negócio de sucesso.

Em recente pesquisa realizada dentro das clínicas, 97% dos pacientes indicariam o serviço da Sorridents para um conhecido e consideram o atendimento como Bom ou Ótimo. “Além de nos fornecer um crescimento sustentável, investir mais nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro irá proporcionar a população uma nova forma de ver a ida ao dentista. A Sorridents foi desenvolvida para dar conforto e qualidade aos pacientes que nos procuram, com uma clínica multidisciplinar onde tem todos os atendimentos que ele precisa”, explica Cleber Soares, vice-presidente da rede.

A estratégia da Sorridents, para expansão no estado do Rio de Janeiro, projeta atingir 15 clínicas em 2011. Já existem três clínicas em operação e uma em fase de implantação. Entre as localidades, destacam-se os principais bairros das Classes B e C.

Seguindo a filosofia de crescimento em espiral, o volume de candidatos no estado fluminense é significativo, chegando à marca de 500 empreendedores interessados em conhecer o negócio, contabilizados através do sistema de cadastros da rede. Somente no último Congresso Internacional de Odontologia, realizado no final de janeiro deste ano, ao menos 15 odontologistas demonstraram interesse no negócio.

Os planos para o estado de São Paulo são ainda mais focados, com a instalação de 12 unidades em cidades do interior e municípios do Grande ABC. Entre elas, destacam-se: São Bernardo do Campo, Santo André, Mauá, Carapicuíba, Jandira, Santos, São Vicente, Guarujá, Bragança Paulista, São José dos Campos, Campinas, Sorocaba, Americana, Piracicaba, Guaratinguetá, Rio Claro, São Carlos, Araraquara, Jaú, Bauru, Ribeirão Preto, Franca e São José do Rio Preto.

Fonte : Portal Fator Brasil, disponível hein: http://www.revistafator.com.br/ver_noticia.php?not=156565

Sorridents conquista selo de Excelência em Franchising e destaca-se no mercado.

A maior rede de franquias odontológica do país conquista mais um selo reafirmando sua qualidade e seriedade.

 

Foi um longo e rigoroso processo iniciado em outubro de 2010, com etapas que iam desde a entrevista com franqueados da rede à entrega de documentos e finalmente a avaliação da comissão de ética da ABF – Associação Brasileira de Franchising.

E agora, no fim de Abril, a boa noticia que estávamos esperando: a chancela do selo, um dos mais importantes na categoria e o de maior relevância entre os serviços prestados pela ABF, já que revela ao mercado a seriedade, o sucesso e a idoneidade do sistema de franchising.

Já para os franqueadores contemplados é a certeza de sua boa capacidade em praticar o sistema de franquias sempre à frente das exigências do mercado, além da constante busca pelo aprimoramento de seus métodos e sistemas com os mais elevados padrões de ética.

Para Cléber Soares, vice-presidente da rede é a certeza da evolução da rede: “Estamos muito felizes com mais essa conquista que celebra nosso profissionalismo e o nível de satisfação de nossos franqueados com nossa empresa. Estamos orgulhosos de ver mais esse resultado e saber que estamos trilhando o caminho certo.”

O selo poderá ser usado por um ano e poderá ser renovado e se depender de Soares a Sorridents batalhará ainda mais por conquistas como essa: “Conquistar a excelência em franchising é maravilhoso, mas é uma tarefa constante e vamos continuar na busca continua por melhorias para nossa rede, queremos sempre ser os melhores e os maiores no setor de saúde e bem-estar.”

Empresas crescem 7,7% no interior de SP e caem 1,4% na capital, aponta Sebrae

A pesquisa Indicadores Sebrae-SP de Conjuntura, divulgada no dia 12, apontou que as empresas do interior tiveram o maior crescimento no Estado (7,7%) no mês de fevereiro.

No mesmo período, as empresas do município de São Paulo apresentaram uma queda de 1,4%.

O levantamento é realizado mensalmente pelo Sebrae-SP, com apoio da Fundação Seade, junto a 2,7 mil micro e pequenas empresas de todo o Estado, uma amostra que representa 1,3 milhão de MPEs da indústria da transformação, comércio e serviços.

De olho nesse movimento, empresas como a rede de escolas de inglês UNS, a rede de clínicas odontológicas Sorridents  e a rede de franquias de videolocadoras 100% definiram o interior do Estado como uma região estratégica para seus negócios.

Com 160 clínicas comercializadas e 120 em funcionamento, a Sorridents planeja a instalação de 12 unidades em cidades do interior e municípios do Grande ABC.

Já a UNS prepara para essa quinta-feira um evento no qual pretende mostrar o modelo de negócios para empreendedores de Campinas.

A rede estima abrir quatro escolas ainda este ano na cidade e deve atingir 100 unidades em todo o Brasil até 2012.

Alguns motivos são apontados pelas companhias para escolher o interior do Estado. Entre eles, o custo de implantação mais barato.

Outro ponto é a diferença cultural entre as regiões. Embora o Nordeste, por exemplo, seja extremamente promissor, não são todos os serviços que são bem aceitos pelas pessoas que moram lá.

O aumento no número de jovens universitários é mais um facilitador, já que isto significa mão de obra qualificada.

Mas o fator mais forte talvez seja o número de indústrias que se mudam para o interior, que gera uma necessidade de maior de infra-estrutura para receber funcionários transferidos e aumenta o poder econômico da população local.

SORRIDENTS PARTICIPA PELA PRIMEIRA VEZ QUALIHOSP

Rede apresenta seu modelo de negócios aos participantes do maior encontro de saúde do Brasil

A Sorridents, maior rede de franquias de clínicas odontológicas da América Latina, participa pela primeira vez do Qualihosp – Congresso Internacional de Qualidade em Serviços e Sistemas de Saúde, que acontece na Escola de Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas (FGV – EAESP), em São Paulo, entre os dias 18 e 20 de Abril. A rede, que é uma das patrocinadoras do evento, conta com um estande para exposição do modelo de negócios que tornou a Sorridents o grande case de empreendedorismo e sucesso da atualidade.

De acordo com Cleber Soares, vice-presidente da Sorridents, o objetivo com a participação no Qualihosp 2011 é levar aos profissionais de saúde uma visão diferenciada de como fazer negócios e, principalmente, de como proporcionar atendimento de qualidade à população em geral.

O evento é direcionado a profissionais e pesquisadores que atuam na área de saúde, interessados em novas formas de gestão e qualidade, que apresentam grande impacto nas soluções em saúde. “Nosso modelo de negócios oferece um novo sistema de atendimento odontológico. São poucos consultórios que conseguem proporcionar ao paciente todos os serviços que a Sorridents disponibiliza em um único local”, explica Soares.

As clínicas Sorridents foram desenvolvidas para oferecer 19 especialidades diferentes da odontologia aos pacientes em um único local. Por isso, o modelo é ideal para atender a toda a família. “Acreditamos que a nossa participação neste evento será muito importante para mostrar aos profissionais de saúde que é possível construir um negócio inovador dentro do segmento”, avalia o executivo. A expectativa, de acordo com Soares, é impactar os profissionais de saúde que estarão no evento para mostrar que a Odontologia também possui importância na questão da gestão de saúde.

O Qualihosp 2011 tem como tema central a Comunicação, Qualidade e Segurança para garantir maior troca de informações entre a equipe de saúde e os pacientes e familiares. O evento acontece há 11 anos sempre trazendo para discussão temas de interesse aos pesquisadores e profissionais que atuam em hospitais públicos, privados, órgãos reguladores, serviços públicos e a todos que atuam na prestação de serviços de saúde.

Plano de Negócios:

Em 2011, os principais alvos de expansão da Sorridents são o interior de São Paulo e o estado do Rio de Janeiro. A rede adotou o modelo de expansão em espiral, que visa o fortalecimento da marca e evita a descaracterização do negócio. Este é um dos maiores desafios das franquias brasileiras, já que o país possui dimensões continentais e culturas diversificadas. Desta forma, a Sorridents projeta ser uma referência odontológica até 2013, proporcionando aos seus pacientes acesso a um tratamento moderno com conforto, conveniência e qualidade.

Hoje, a Sorridents já está consolidada como a maior rede de clínicas odontológicas da América Latina, com 160 clínicas comercializadas e 120 em funcionamento. Para 2011, projeta crescer 20% e abrir 15 clínicas. As cidades-alvo, no interior de São Paulo, são São Bernardo do Campo, Santo André, Mauá, Carapicuíba, Jandira, Santos, São Vicente, Guarujá, Bragança Paulista, São José dos Campos, Campinas, Sorocaba, Americana, Piracicaba, Guaratinguetá, Rio Claro, São Carlos, Araraquara, Jaú, Bauru, Ribeirão Preto, Franca e São José do Rio Preto.

O crescimento no Rio de Janeiro, por sua vez, contempla todo o estado, com expectativa de comercializar de pelo menos 15 clínicas até o final do ano. “Além de nos fornecer um crescimento sustentável, investir mais no estado do Rio de Janeiro irá proporcionar a população uma nova forma de ver a ida ao dentista. A Sorridents foi desenvolvida para dar conforto e qualidade aos pacientes que nos procuram, com uma clínica multidisciplinar onde precisa”, explica Cleber Soares, vice-presidente da rede.

Sorridents inaugura mais uma clínica em São Paulo

Localizada no bairro da Casa Verde, a nova unidade é a 59 na capital paulista. Com a abertura, inicia-se a estratégia de expansão em espiral, que visa ocupar localidades próximas à matriz.

A Sorridents, rede de clínicas odontológicas, inaugura mais uma unidade na cidade de São Paulo. Com esta abertura, a rede chega a 59 clínicas na capital paulista, consolidando o sucesso da Sorridents. Hoje, a rede possui 120 unidades em funcionamento, em oito estados brasileiros. O objetivo é chegar a 500 clínicas instaladas até 2016, contemplando todas as regiões do País.

“Pensamos a estratégia para 2011 com foco em mercados próximos e promissores, e a capital paulista ainda nos oferece boas oportunidades. Investimos em um estudo de área para chegar a essa conclusão”, diz o gerente de negócios da rede, Alexandre Sita. “Os empreendedores que têm nos procurado conseguem enxergar bem esse formato de atuação e, principalmente, as vantagens de trabalhar em uma rede como a nossa, que oferece suporte total ao franqueado”, completa.

Depois de trabalhar alguns anos em outras unidades da rede Sorridents e atuar diretamente na administração de uma destas clínicas, as cirurgiãs-dentista Renata Cardoso Pires de Camargo e Milena Vieira decidiram se tornar sócias e abrir a própria unidade. “Conhecíamos o funcionamento da Sorridents por já ter atuado durante alguns anos em uma das clínicas e por isso, sabemos que o resultado é positivo. Quando surgiu a oportunidade de investir no bairro da Casa Verde, concretizamos a nossa idéia”, explica a Dra Renata Camargo.

As sócias esperam ter um retorno bastante positivo com a inauguração da unidade. “Queremos ser uma unidade modelo dentro da rede com uma equipe de colaboradores atenciosos e dentistas qualificados, que darão ao paciente uma consciência clara da importância de manter saúde bucal”, ressalta Dra Milena Vieira, sócia da unidade.

Dra Carla no IG

Empresária que vendia água na porta da faculdade construiu império com 160 clínicas odontológicas espalhadas pelo Brasil

Danielle Nordi, iG São Paulo | 19/03/2011 07:49

Você já ouviu falar em Carla Sarni? Talvez não, mas as chances de conhecer a rede de clínicas odontológicas que ela fundou são maiores. A Sorridents, maior rede da América Latina, está presente em mais de 125 localidades do país. Em breve, este número aumentará para 160, já que muitas franquias vendidas estão em fase de implantação. Mas aos 37 anos ela quer mais. Está de olho no mercado de Portugal e Angola. O objetivo é um só: ser a maior do mundo no ramo.

“Sempre tive o dom para os negócios. Quando eu tinha uns 12 anos ganhei da minha mãe alguns carretéis com linha. Coloquei dentro de uma bacia e fui para a frente do mercado central da minha cidade. Levei duas cadeiras e ficava chamando as pessoas com a frase ‘entra, entra freguesia, chucha dinheiro na bacia’. Vendi tudo e comprei uma bicicleta cor de rosa”, conta a empresária com um bom-humor muito característico.

Roupas, bombons e garrafas de água
Ela vem de uma cidade pequena do interior de São Paulo, Pitangueiras. O pai era motorista de ônibus circular e a mãe vendia queijos e requeijão e, quando conseguiu juntar um dinheiro, comprou uma pequena loja onde começou a vender roupas. Carla cursava magistério pela manhã. Ela frisa que a única razão para estudar para ser professora era porque o curso era gratuito. Durante a tarde ajudava a mãe e no período noturno freqüentava as aulas do ensino médio, antigo colegial. Quando seu primo perguntou se ela não queria ir com ele para Minas Gerais prestar vestibular de odontologia, a vida da empresária tomou um novo rumo.

“Eu fui porque a inscrição não era cara e porque ele disse que ia ter muitas festas. Não achei que poderia ser aprovada”, confessa. Depois da boa notícia, veio o balde de água fria. A mãe, comerciante que contava o dinheiro no fim do mês e lutava para pagar as contas com o lucro da loja e o salário do marido, disse que não tinha condições de sustentá-la em outra cidade e ainda mais comprar os materiais didáticos tão caros que o curso exigia. Ela não desistiu e pediu permissão para tentar se manter sozinha. A experiência seria de apenas seis meses. Se não desse certo, Carla voltaria para sua cidade para terminar o magistério.

Foi então que ela começou a retirar roupas da loja da mãe e vender nas repúblicas de Alfenas, cidade mineira onde cursou faculdade. O período integral de estudos não desanimava a aluna. Depois das aulas ela visitava as casas de estudantes e vendia seus produtos. Quando as roupas acabavam, ela fazia bombons. Na época de vestibular, ia para a porta da faculdade vender garrafas de água. E desta forma ela se manteve no curso e ainda mandava o dinheiro que sobrava para ajudar os pais. “Fui apelidada de sacoleira, mas foi assim que eu me formei”, lembra.

Consultório em cima da padaria
Depois de se formar, Carla resolveu vir para São Paulo. Morava de favor na casa de um tio e começou a procurar emprego. Não foi aprovada num processo seletivo de um consultório que ficava em cima de uma padaria, na Vila Císper, zona leste da capital. Mesmo com a negativa, a empresária esperou todos os candidatos irem embora e reforçou ao dentista que, caso o profissional escolhido desistisse da vaga, ela precisava muito daquele emprego. Dias depois, ele a contratou.

“Depois de três meses, formava fila na porta por pessoas que queriam ser atendidas por mim”, afirma. Ainda na época que estava na faculdade sua avó e uma tia começaram a pagar um carnê de prestações para uma cadeira de dentista para Carla. Quando a cadeira saiu, ela informou o dono da clínica que iria embora. Foi quando ele lhe propôs que ela comprasse o consultório. Ela pagou 12 mil reais em 10 parcelas. E começou a expandir alugando as salas ao lado.

Enquanto trabalhava, pagava um consórcio de um automóvel. “Quando meu carro saiu, eu pensei: ‘vou deixar de ser pobre’. Mas, justamente nesta época, um imóvel perto do meu consultório foi colocado à venda. Eu dei meu carro como entrada e financiei o resto em 15 anos. Depois daí, tudo começou a mudar.

Faturamento de 104 milhões de reais
Em menos de 10 anos, Carla e alguns dentistas parceiros já possuíam 23 unidades da Sorridents. Em 2004, ela e o marido formataram o sistema de franquia e hoje a empresa é a maior do ramo, na América Latina, com 160 clínicas odontológicas. O faturamento do ano passado foi de 104 milhões de reais e o esperado para este ano é a quantia de 120 milhões.

Com o dinheiro vieram pesadas 16 horas de trabalho por dia, falta de tempo para atividades cotidianas, como ir ao mercado, e também para a família. Mãe de dois filhos, um de oito e outro de sete anos, Carla não participava mais da rotina das crianças. Há quatro anos, seu filho mais velho ficou dias internado numa UTI (unidade de terapia intensiva). Foi quando ela decidiu rever suas prioridades.

“Hoje a minha agenda depende dos meus filhos. Almoço em casa de duas a três vezes por semana e, durante o período de prova dos meninos, eu chego em casa às sete da noite e tomo a matéria até às nove. Depois volto a trabalhar lá mesmo. O fim de semana também é da minha família. A gente adora sair para comer fora, ir ao teatro e ao cinema”.

Tirando os filhos, o restante do tempo é dedicado integralmente aos negócios. A manicure e o cabeleireiro vão na sua casa e shopping nem pensar! “Só compro roupa ou sapatos quando realmente preciso. Não tenho tempo de ficar zanzando nas lojas. Também só pago o que considero justo. Não vou gastar cinco mil reais com uma bolsa aqui no Brasil, se posso comprá-la por menos da metade nos Estados Unidos ou na Europa”.

“Sou extremamente econômica”
O que mudou com dinheiro e sucesso? “Basicamente temos muito mais conforto. Além disso, posso viajar para todos os lugares que sempre quis conhecer. Não dá para tirar períodos longos de férias, mas quando podemos, eu e meu marido, pegamos as crianças e vamos passear. Hoje em dia eu até desligo o celular”, conta Carla.

A família também possui um “refúgio” para os fins de semana: uma casa dentro de um condomínio fechado no Guarujá, litoral de São Paulo. “Na praia a gente sai para andar de bicicleta com as crianças e curtimos muito este momento com a família”.

A empresária conta que é econômica por natureza. “Não consigo sair gastando dinheiro sem pensar. Sei que tive que renunciar a muitas coisas na minha vida pessoal, por isso dou muito valor a tudo que conquisto. Na minha casa, por exemplo, fazemos mercado às quartas-feiras, dia em que legumes e frutas estão em promoção. Meus filhos só ganham presentes em datas comemorativas e se eles quebram algum brinquedo, precisam juntar o dinheiro de suas mesadas para comprar outro. Eu sempre falo que não vou repor algo que eles não cuidaram. Acredito que eles dão muito valor ao que têm e que já entendem que é preciso trabalhar muito para ter sucesso e uma vida confortável”, completa Carla.

Mercado Carioca é aposta da Sorridents para crescer em 2011

A Sorridents, maior rede de franquias de clínicas odontológicas do País, começa 2011 apostando em uma nova forma de crescimento sustentável. O objetivo principal do plano estratégico estabelecido pelo departamento de expansão da rede é dominar mercados em que a Sorridents já atua para, posteriormente, seguir com a abertura de clínicas em regiões mais distantes.

A estratégia é baseada na técnica do crescimento em espiral, que visa o fortalecimento da marca e evita a descaracterização do negócio. Este é um dos maiores desafios das franquias brasileiras, já que o país possui dimensões continentais e culturas diversificadas.

“Pensamos com muito cuidado na nossa estratégia de expansão para crescer sustentavelmente. Queremos levar a Sorridents a mercados ainda não explorados, mas para isso é preciso haver um casamento perfeito entre franqueado e franqueadora, já que nossa relação é de parceria. O Rio de Janeiro demonstrou que tem um potencial muito forte”, explica Cleber Soares, vice-presidente da empresa.

Hoje, a Sorridents já está consolidada como a maior rede de clínicas odontológicas da América Latina, com 160 clínicas comercializadas e 120 em funcionamento. Para 2011, projeta crescer 20% e abrir 15 clínicas. A estratégia da Sorridents, para expansão no estado do Rio de Janeiro, projeta atingir 15 clínicas em 2011. Já existem três clínicas em operação e uma em fase de implantação. Entre as localidades, destacam-se os principais bairros das Classes B e C.

Seguindo a filosofia de crescimento em espiral, o volume de candidatos no estado fluminense é significativo, chegando à marca de 500 empreendedores interessados em conhecer o negócio, contabilizados através do sistema de cadastros da rede. Somente no último Congresso Internacional de Odontologia, realizado no final de janeiro deste ano, ao menos 15 odontologistas demonstraram interesse no negócio.

Para os interessados o departamento de expansão divulga que as áreas disponíveis são São Gonçalo, Bom Sucesso, Penha , Olaria, Nova Iguaçu,Niterói,Vila Isabel , Flamengo e Jacarepagua.

Mais informações:

Leandro Loureiro: 11-2076-5245 ou leandro.loureiro@sorridents.com.br

Michele Maia:11-2076-5212 ou michele.maia@sorridents.com.br